MBCoin depósito a prazo de criptomedas

O MBCoin é uma “exchanger” portuguesa que tem vindo a afirmar-se no mercado nacional e internacional. O projecto já conta com 2 anos de experiência em comercialização e compra das principais criptomoedas materilizado numa sociedade comercial com sede em Lisboa e está prevista uma actualização de fundo à nossa plataforma até ao final do ano.
BitcoinPrice3.width-800

Tendo tido várias solicitações para aceitarmos depósitos de criptomedas e para fazer face ao crescimento actual e às suas necessidades operativas decidimos lançar um linha de crédito sobre os nossos clientes. Intencionamos nesta primeira oferta que decorrerá até ao dezembro de 2019 colectar € 50.000,00 que serão devolvidos nos prazos contratados com um juro de 6% ao ano.

Aceitamos depósitos de moedas estáveis como USDT ou TUSD por períodos renováveis de três, seis ou doze meses. Saiba como investir no MBCoin com capital e juros garantidos.

Contrato de empréstimo
Prazos: três, seis ou doze meses;
Montante mínimo: € 250;
Montante Máximo: € 10.000;
Taxa Anual: 6%;

Termos:

  • O MBCoin compromete-se a cumprir os termos do contrato de mútuo celebrado pagando na data do vencimento o capital e juros convencionados, na moeda e carteira contratadas.
  • O subscritor tem de ser uma pessoa colectiva ou singular com a identidade e conta bancárias verificadas nos nossos termos gerais.
  • O contrato renova-se por períodos iguais e sucessivos se for solicitado pelo cliente e vence-se na data contratada.

Se ainda não está registado na nossa plataforma, registe-se já e subscreva os nossos depósitos.

Co-fundador Ethereum defende Tether contra reivindicações de manipulação de preço de Bitcoin

Uma das vozes mais respeitadas da comunidade de criptomoeda está a darseu apoio atrás da moeda tether (USDT), a polêmica “stablecoin” que os críticos afirmam ter sido usada para manipular o preço do bitcoin.

Joseph Lubin, co-fundador da Ethereum, disse ao Yahoo Finance que “acredita” que o USDT é apoiado por dólares físicos na proporção de 1 para 1, como afirma o emissor do token – a startup de criptomoedas de mesmo nome Tether.

“O Tether é um projeto interessante”, disse Lubin durante uma entrevista na terça-feira. “Com base em nossa análise, que envolve apenas conversar com um grupo de pessoas no espaço, acreditamos que os títulos são lastreados em 1 para 1 em dólares em contas bancárias… No que diz respeito às manipulações de mercado, não tenho certeza de que manipulações de mercado estão relacionadas diretamente com o Tether, se existirem ”.

Essas acusações de manipulação de mercado, como a CCN relatou, vieram de uma variedade de críticos. Em um estudo publicado no início deste ano, pesquisadores da Universidade do Texas argumentaram que as correlações entre os movimentos do preço do bitcoin e a emissão de tether sugeriam que o Tether – junto com o Bitfinex, com quem ele está intimamente associado – estava operando uma reserva fracionária e usando tokens sem lastro para inflar o preço do bitcoin.

Ler mais em: ccn